gabriel

veio galopando vento,

de matéria leve, inquieta, atenta.

difícil de captar o espírito, sempre em movimento. a densidade mora no cristalino, na enigmática mirada de quem chega e pergunta. sem parar, pergunta.

sorriso-deboche, pula do colo como se um anjo aparasse. cai. e no dia seguinte, pula de novo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s